Analisando o Contratado: Baraka

Analisando o Contratado: Baraka

05/07/2019 0 Por Paulo Roberto

Andrés Fernandes Gonçalves

Natural de Avaré-SP, Baraka como é chamado no mundo futebolístico tem 32 anos, é destro, tem 1,81m e sua posição de origem volante. O volante já passou pela base do Penapolense, Linense, Oeste e Flamengo-SP, até ser revelado ao profissional pelo Mogi Mirim á dez anos atrás.

TRAJETÓRIA ESPORTIVA NO PROFISSIONAL

Baraka iniciou sua carreira no Mogi Mirim em 2009, fez 14 jogos naquele ano, não marcando gol. Em 2010, jogou pelo Figueirense e novamente pelo Mogi, foram 36 jogos ao total, com um gol marcado. Em 2011, repetiu o que havia feito no ano anterior, jogou por um clube mais o Mogi, dessa vez foi o Criciúma, foram dessa vez 38 jogos no ano e um tento aplicado. Nas temporadas 2012/2013, Baraka teve um de seus melhores desempenhos, vestiu a camisa da Ponte Preta, em dois anos foram 101 partidas e vice campeonato da sul-americana de 2013. No ano seguinte, foi para o Coritiba e posteriormente o Mirassol, foram 21 jogos naquela oportunidade. Em 2015/2016 atuou pelo Ceará, foram 65 jogos pelo vozão, no final do último ano ainda foi para o Santo André, mas jogou apenas 6 jogos. Nas duas últimas temporadas (2017/2018), esteve no Guarani, foram apenas 41 jogos, com um gol marcado. Ainda em 2018, Baraka foi pra Arábia, jogar no Al-Batin, foi um dos destaques do time mas retornou ao Brasil.

CARACTERÍSTICAS DO JOGADOR

Baraka é um volante “raiz” , com as características principais de um primeiro volante antigo. Tem um espírito de liderança incrível e muita experiência. Tem uma marcação muito forte e com intensidade. É um volante “roubador” de bolas, mas não inventa muito com a posse, intercepta o lance e dá o passe, tem bons passes curtos. Joga mais atrás do meio campo, por conta disso não é muito presente no ataque. Sabe o momento de ter calma pra sair jogando e o momento de jogar “feio” dando chutões. Possui bons lançamentos e articula algumas jogadas. Jogador de muita garra.

MOMENTO OFENSIVO

Praticamente não participa das jogadas ofensivas com prestígio, ele é o jogador que inicia a transição e articula as jogadas para gerar o ataque do time, mas mesmo se apresentando pouco, chute bem de fora da área.

MOMENTO DEFENSIVO

É um pitbull. Marca junto do adversário, busca finalizar as jogadas o mais rápido possível e não dar espaço pro oponente. Rouba muitas bolas na meiuca.

PONTOS POSITIVOS

Liderança, experiência, marcação, passe e raça.

PONTOS NEGATIVOS

Já não tem a mesma velocidade de antes, contra adversários rápidos e habilidosos, apresenta dificuldade. Participa pouco do ataque. Chega com força exacerbadas em alguns lances, cometendo assim muitas faltas.

Vamos ao que interessa. Pontuação de 1 a 10:

POSIÇÃO: Volante.

FÍSICO: Nota 8.0

Tem algumas lesões na carreira, mas é normal pra um atleta de 32 anos. No mais, suporta os 90 minutos e uma temporada com muitos jogos.

EMOCIONAL: Nota 8.5

Não tem grande histórico de polêmicas ou problemas extracampo, costuma se doar pela camisa do clube que veste. Jogador muito centrado e líder.

TÉCNICA: Nota 7.5

Tem uma certa técnica, mas também sabe jogar feio.

TÁTICA: Nota 8.5

Cumpre bem seu papel no esquema tático, além de fazer bem sua função, orienta e sinaliza os companheiros que pecarem neste quesito.

FINALIZAÇÃO: Nota 7.0

Tem 4 gols na carreira, mas gols não é algo para se exigir de um primeiro volante. Não finaliza com frequência, o que é uma pena, pois chuta bem de longa distância.

VELOCIDADE: Nota 7.0

Não tem muita velocidade, usufrui de sua experiência para terminar as jogadas sem precisar utilizar a velocidade. No entanto, tem muita força de vontade, que compensa em lances que exigem este âmbito.

MÉDIA: 7.7

CURIOSIDADE

O apelido Baraka, veio desde a infância do jogador, por ser muito viciado no jogo Mortal Combat II, no qual tem um personagem com este nome.

TÍTULOS

1 Paulista A2 – (2018).

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Eu não faria essa contratação. O Vitória hoje possui quase 10 volantes, não acharia viável trazer mais jogadores para este setor, acho que se não está gostando do rendimentos dos que aí estão, deveria dar mais oportunidades aos jogadores da base, como Hebert, que tem muita qualidade, contratação desnecessária ao meu ver. No entanto, Baraka é um líder nato e sua experiência pode nos ajudar muito! Espero que convença a todos e apresente um bom futebol.

É isso aí galera!

Por: Paulo Roberto/@Paulorobert1899

Imagem: EC Vitória.