Analisando o Contratado: Gabriel Bispo

Analisando o Contratado: Gabriel Bispo

27/05/2019 0 Por Paulo Roberto

Gabriel Bispo dos Santos

Natural de Trancoso-BA, Gabriel Bispo tem 22 anos, é destro, tem 1,82m e sua posição de origem é volante. O jogador é cria da base do Vila Nova-MG e o Vitória é seu terceiro time profissional, apesar da pouca idade.

TRAJETÓRIA ESPORTIVA NO PROFISSIONAL

Bispo atuou na base do Vila Nova, especificamente no sub-17, mas ganhou suas primeiras oportunidades no Comercial, em 2018. Atuou em apenas 5 jogos no time principal, e não marcou gols. No entanto, seu desempenho no Comercial, em especial em jogos da base e jogos-treino chamaram atenção do Bahia de Feira, e neste ano o jogador acertou com o time de Feira de Santana. Pelo time do interior, Gabriel fez 11 jogos e marcou dois gols, foi um dos principais destaques da equipe no vice-campeonato baiano deste ano, junto com Van (também contratado pelo leão) e outros. O jogador chega como promessa para o clube e com expectativa de apresentar um bom futebol novamente.

CARACTERÍSTICAS DO JOGADOR

É um volante apoiador, chega bem à frente, como já relatou algumas vezes seu ex-técnico Barbosinha. É um volante moderno, com um passe qualificado, jogador técnico que distribui bem o jogo. Uma das principais características de Gabriel, é que o mesmo gosta de explorar muito os laterais de seu time, principalmente o direito, acelerando bolas, optando pela jogada nas laterais do campo. Gosta também de virar o jogo com bolas longas e arriscar lançamentos para o sistema ofensivo, tem uma boa visão de jogo. Tem uma marcação firme, “mordendo” sempre o adversário que se encontra com a posse de bola. Por fim, tem uma boa proteção de bola, devido ao seu porte físico e possui um chute forte de longa distância.

MOMENTO OFENSIVO

Sabe pisar no campo adversário com propriedade, tem calma para iniciar jogadas e até armar o time ofensivamente, chega bem a área se o treinador lhe der liberdade. Não é um “volante artilheiro” , mas chuta bem de fora.

MOMENTO DEFENSIVO

Seu forte. Marca com vigor, colando sempre no adversário. Tem uma boa impulsão e leva destaque em afastar bolas no alto. Opta muito por carrinhos durante o jogo, o que pode ser perigoso. Fecha bem a casinha na defesa, como primeiro ou segundo volante. 

PONTOS POSITIVOS

Marcação, chegada à frente, técnica, passe, viradas de jogo e proteção de bola.

PONTOS NEGATIVOS

Poucos recursos com a perna esquerda, seja pra passe ou finalização. Em alguns lances, é ultrapassado com facilidade, devido ao poder ofensivo de jogadores adversários rápidos. Chega com intensidade exagerada demais nos lances, com muitos carrinhos, o que já lhe gerou cartões bestas. Reclama muito com a comissão de arbitragem durante o jogo. Falta de experiência.

Vamos ao que interessa. Pontuação de 1 a 10:

POSIÇÃO: Volante.

FÍSICO: Nota 7.5

Não tem um histórico com lesões, e sempre manteve seu bom condicionamento físico. No entanto só possui 18 jogos no profissional em dois anos, muito pouco. Seu físico gera algumas dúvidas.

EMOCIONAL: Nota 7.0

Tem um bom comportamento nos clubes que passou. Reclama muito com a arbitragem durante os jogos e perde a cabeça com chegadas fortes. Não disputou uma partida da final do baiano, pois tinha sido expulso nas semi.

TÉCNICA: Nota 7.5

Tem muita qualidade, jogador promissor. Sabe inverter bolas e mudar o parâmetro do jogo. É calmo e objetivo. Prefere sair jogando, do que dá o famoso “chutão”.

TÁTICA: Nota 8.0

Cumpre bem seu papel no esquema tático, joga de primeiro e segundo volante. Tem um bom posicionamento em campo.

FINALIZAÇÃO: Nota 7.0

Não é seu forte, mas também não deixa tanto a desejar neste aspecto. Em 11 jogos pelo Bahia de Feira, marcou 2 tentos, número bom pra um volante. Detalhe que um foi de cabeça. Chega bem no campo adversário pra finalizar.

VELOCIDADE: Nota 7.5

Corre bastante e se doa durante os 90 minutos em campo. Não é um velocista, mas se vira como pode, prefere encurtar os espaços do que arriscar uma corrida no 1×1. Mata a jogada o quanto antes.

MÉDIA: 7.41

CURIOSIDADE

Devido o seu bom desempenho no campeonato baiano, o jogador despertou interesse do rival. No entanto o Vitória agiu mais rápido, e na primeira semana Paulo Carneiro, contratou ele e Van. 

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Eu, particularmente, gosto desses métodos de contratação, não só pensando no benefício imediato, mas analisando o futuro do clube. É um jogador de 22 anos, muito promissor, com a base certa e oportunidades, pode render muito com o manto rubro-negro. É um volante simples, mas faz a simplicidade com perfeição, gostaria de vê-lo mais em campo, pode agregar muito a esse elenco. Tem pouca experiência, o Vitória é seu primeiro grande clube, mas com a cabeça no lugar e orientação, pode tirar isso de letras Vamos aguardar e torcer para o seu melhor desempenho na série B.