Analisando o Contratado: Marciel

Analisando o Contratado: Marciel

23/05/2019 0 Por Paulo Roberto

Marciel Silva da Silva

Natural de Porto Alegre-RS, Marciel tem 24 anos, é canhoto, tem 1,86m e sua posição de origem é volante. O jogador iniciou sua carreira no Corinthians e de lá pra cá passou por outros três clubes.

TRAJETÓRIA ESPORTIVA NO PROFISSIONAL

Apesar de ter passado nas categorias de base do Grêmio, Fragata e Roma-ITA, foi no Corinthians, em 2015 que Marciel estreou no profissional, numa partida contra o Fluminense. O volante marcou seu primeiro gol neste duelo ganhando ainda mais o carinho da torcida, que vinha desde a base. Foram 4 jogos neste ano, com um gol marcado. Em seguida, foi para o Cruzeiro, em busca de ganhar mais minutos, porém não foi o que ocorreu, só atuou em 5 jogos pelo time mineiro e não marcou gols. Em 2016 retornou ao Corinthians e atuou por essa temporada e a de 2017, juntando ambas, acumulou apenas 12 jogos e novamente sem marcar gols. Foram anos difíceis para o atleta, o mesmo passou por um problema capilar devido ao estresse, onde no tratamento acabou usando substâncias indevidas, quase sendo pego no exame antidoping, gerando uma indignação dentro do Corinthians, o jogador passou um certo tempo sem jogar. Logo após, foi para a Ponte Preta, e enfim ganhou sequência na sua carreira. Jogou 28 jogos pela macaca, marcando 2 gols, no entanto não teve seu contrato renovado, a diretoria da Ponte, alegou que Marciel, não havia adotado o “espírito” do clube, o que irritou a comissão técnica. A situação piorou quando o mesmo respondeu à mensagem de um torcedor no Instagram, sendo perguntado quando voltaria ao Corinthians, o mesmo disse que quando a Ponte o dispensasse, o que ocorreu uma semana depois. Em 2018 e no início deste ano, jogou pelo Oeste, foram ao total 25 jogos e marcou 2 gols, mas perdeu espaço e acabou rescindindo seu contrato.

CARACTERÍSTICAS DO JOGADOR

O atleta possui características significativas para um volante moderno. É extremamente calmo, não se afobando nas jogadas. Por ser calmo, tem uma boa condução de bola, bom domínio com a perna esquerda. Tem um ótimo passe, e gosta de explorar o passe longo, principalmente para os laterais. Finaliza bem, gosta de arriscar chutes de fora da área, e tem qualidade na bola parada. É um jogador versátil, pode atuar como volante, terceiro homem de meio campo e até mesmo lateral-esquerdo, como já jogou no Corinthians e na Ponte Preta. Um jogador com boa qualidade técnica.

MOMENTO OFENSIVO

Apoia bem no ataque, tenta a todo momento criar com o time, com passes pontuais, explorando as laterais do campo. Se infiltra muito bem por dentro, dando opção para finalizações de média e longa distância.

MOMENTO DEFENSIVO

Não é um exímio marcador, apresenta algumas carências neste quesito, mas se sai muito bem. Tem uma boa recomposição e faz a transição da defesa para o ataque com qualidade. Obedece bem o esquema tático neste momento.

PONTOS POSITIVOS

Passe, posse de bola, finalização, calma e técnica elevada.

PONTOS NEGATIVOS

As vezes peca na tomada de decisão, comprometendo o time. Além disso, quer jogar “bonito” em lances que requer uma postura “feia” de estourar uma bola, da chutão, tenta a todo custo sair jogando, com isso perde bolas fáceis. Tem poucos recursos com a perna direita. E por fim, seu extracampo o atrapalha muito nos clubes, como casos já citados no nosso primeiro tópico.

Vamos ao que interessa. Pontuação de 1 a 10:

POSIÇÃO: Volante.

FÍSICO: Nota 6.5

Apresenta problemas físicos ao longo da carreira, já passou temporadas acima do peso o que dificultou sua permanência nos clubes. Além disso, já teve uma lesão no ligamento cruzado do joelho, onde ficou mais de 2 meses afastado. Bem fisicamente, suporta os 90 minutos.

EMOCIONAL: Nota 7.0

Não tem histórico de cartões na carreira, no entanto, já teve problemas com estresse e ansiedade, levando a uma doença de queda de cabelo. Não tem cabeça pra provocação.

TÉCNICA: Nota 8.0

Jogador muito técnico, um dos seus fortes, o que o leva a ser bom no passe, lançamento e finalização.

TÁTICA: Nota 7.5

Cumpre bem seu papel no esquema tático, e tem muita versatilidade, atuando em algumas outras posições caso o treinador solicite. Pode jogar como primeiro, terceiro homem de meio campo e lateral esquerdo.

FINALIZAÇÃO: Nota 7.5

Tem uma boa finalização de média e longa distância. Peca um pouco por não ter muitos recursos em finalizações de cabeça e com a perna direita.

VELOCIDADE: Nota 7.5

Não é um jogador muito veloz, mas não deixa muito a desejar neste âmbito. Tem uma certa velocidade, por isso atua como lateral também, pela intensidade de jogo.

MÉDIA: 7.40

CURIOSIDADE

Marciel foi campeão da Copa São Paulo em 2015, junto c Guilherme Arana (hoje no Sevilla), sendo um dos melhores jogadores da equipe, ganhando o carinho da torcida, ao ponto de ser pedido como titular no time principal. Já no profissional conquistou o Campeonato Brasileiro de 2015 e 2017. O paulista de 2017, ambos os títulos pelo Corinthians. E também conquistou o Campeonato Paulista do interior pela Ponte Preta.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Eu, particularmente, achei uma das melhores contratações do clube na temporada. É uma contratação arriscada nos parâmetros do histórico do jogador de extracampo, emocional, postura… Mas em relação a qualidade técnica, dispensa comentários, muito promissor, que com a cabeça no lugar, um bom auxilio pode nos ajudar e muito. Vai trabalhar com Osmar Loss agora, que o conhece muito bem, tende a ser o nosso titular e com um bom aproveitamento em campo. Parcialmente, reforço aprovado pelo colunista que vos escreve.

 

Por: Paulo Roberto/@Paulorobert1899

Imagem: EC Vitória.