Analisando o Contratado: Fabrício

Analisando o Contratado: Fabrício

18/03/2019 0 Por Paulo Roberto

Natural de São Paulo-SP, Fabrício tem 32 anos, é canhoto, tem 1,84m e é lateral-esquerdo. O jogador tem como clubes de juventude a Portuguesa, São Paulo, Corinthians e Ituano.

TRAJETÓRIA ESPORTIVA NO PROFISSIONAL

Fabrício iniciou a carreira jogando no meio-campo (posição que também joga atualmente). Em 2009, com 22 anos, acabou se destacando no Monte Azul, na conquista da série A-2 do Campeonato Paulista, com 15 gols nesta temporada, acabou chamando atenção da Portuguesa, que o contratou na metade deste ano. O jogador passou três temporadas na lusa, e foi lá que começou a jogar de lateral-esquerdo, teve seus melhores anos em 2010 e início de 2011. Em abril, de 2011, foi contratado pelo Internacional. Permaneceu na equipe colorada até 2015, e nesta longa passagem conquistou dois campeonatos gaúchos e a Recopa Sul-Americana, foi titular na maioria dos jogos nestes anos, marcando 16 gols ao total. Porém após estar sendo criticado na sua última temporada pelo Inter, o atleta acabou mostrando gestos obscenos para a torcida que o vaiava, sendo expulso pelo árbitro, ele se descontrolou e atirou a camisa do clube no gramado, como isso acabou sendo liberado pelo clube. Em julho de 2016, foi emprestado para o Cruzeiro, e na sua apresentação se desculpou com todos os envolvidos da sua polêmica no ex clube. No final daquela temporada, o Cruzeiro acabou o contratante em definitivo, mas em abril de 2017, o lateral foi emprestado ao Palmeiras junto com Fabiano. Não teve grandes oportunidades na equipe paulista, e ainda neste ano acabou retornando ao Cruzeiro, a pedido de Mano Menezes, mas também não foi muito aproveitado, devido à boa fase de Diogo Barbosa na posição. Em agosto de ainda 2017, Fabrício foi emprestado ao Athletico Paranaense, mas foi abaixo do esperado. Por fim, em 2018, o jogador assinou com o Vasco, onde acabou sendo bastante criticado pela torcida, e se envolveu em outra polêmica, onde ironizava um torcedor que o criticava, não deixou saudades na equipe carioca.

CARACTERÍSTICAS DO JOGADOR

Fabrício é um lateral bastante ofensivo, explora muito a linha de fundo, até por isso atua como meio-campo e meia-esquerda, tem boa finalização de curta distância, e se apresenta com frequência na área adversária, muito por conta disso anotou muitos gols para um lateral na carreira. Gosta de fazer o famoso “um dois” , tabelando com o companheiro. É bom nas bolas aéreas ofensivas e defensivas. E exerce bem a função de “atacar marcando”.

MOMENTO OFENSIVO

É o seu ponto forte. Se apresenta e ajuda muito o time no ataque. Sempre presente na linha de fundo e marcando presença na área, além de finalizar bem. Hoje atua melhor como meia, onde trás mais dinamismo ao setor, acelerando as jogadas com passes rápidos.

MOMENTO DEFENSIVO

Faz o básico de um lateral na sua forma defensiva, mas deixa um pouco a desejar. Toma algumas bolas nas costas e apresenta dificuldade em acompanhar o adversário. Jogando pelo meio, é bom no ´´atacar marcando´´ , mas peca um pouco na recomposição.

PONTOS POSITIVOS

Grande presença  ofensiva, finalização de curta distância, passe e jogada aérea.

PONTOS NEGATIVOS

Pouca velocidade para defender, pouco recurso com a perna direita, psicológico e marcação em adversário velozes.

Vamos ao que interessa. Pontuação de 1 a 10:

POSIÇÃO: Lateral-Esquerdo.

FÍSICO: Nota 7.5

Tem poucas lesões na carreira, e sempre que utilizado, atuou em muitas partidas pelos clubes que passou, sem nenhum problema.

EMOCIONAL: Nota 6.5

Se abala com críticas rapidamente, não tendo controle de seus atos, acabando respondendo às críticas com irresponsabilidade, não sabe jogar sob pressão.

TÉCNICA: Nota 7.0

Tem um bom passe e finalização, porém peca nesses quesitos também. Tem pouca técnica, em condução e lançamentos.

TÁTICA: Nota 7.0

Cumpre bem seu papel no esquema tático, e tem muita versatilidade, atuando em algumas outras posições já citadas.

FINALIZAÇÃO: Nota 7.5

Como já dito, possui uma boa finalização de curta distância, mas não tem muito domínio da sua perna direita, o que o torna previsível nas finalizações.

VELOCIDADE: Nota 7.0

Não é um jogador muito veloz. Tem mais rapidez para atacar do que para defender, por isso que joga muito como meio-campo.

MÉDIA: 7.1

CURIOSIDADE

Fabrício tem 29 gols na carreira, um número expressivo para quem atuou na maioria das vezes na lateral-esquerda.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Eu, particularmente, não gosto do futebol do jogador, e não faria essa contratação. Escolha extremamente arriscada. O jogador já acumula problemas com torcedores e direção de times por onde passou, e não apresenta um grande futebol no meu ver. No entanto, é um jogador que pode agregar atuando pela meiuca. Mas vamos aguardar e torcer para que ele jogue bem, como fez no seu início de carreira.

É isso aí galera!

Por: Paulo Roberto/@Paulorobert1899

Foto: Edição nossa e ECVitória.